Nandinho: “O nosso compromisso é inabalável”

Começar o ano a vencer: “É sempre bom começar o ano a vencer. Acabámos a vencer e começamos a vencer, que isso seja um bom pronúncio para o ano que se avizinha, um ano importante para o clube. Foi mais um objetivo alcançado, mais uma vitória, que é isso que nós procuramos a cada jogo.”

Dez golos marcados nas duas últimas partidas: “Neste momento qualquer jogador que entre no plantel será para jogar nesta equipa. Se tiver valor para jogar na I Liga, irá para a primeira equipa. É prematuro estar a pensar já em jogadores para a próxima época. Temos uma base de jogadores que poderão interessar, se os vamos conseguir contratar ou não vai depender das negociações. O foco agora é prensar nesta época.”

Com o Limianos, jogo à porta fechada: “O facto de o jogo ser à porta fechada não é uma situação única. Aconteceu ao Limianos e coincide ser o nosso jogo. Relativamente ao Limianos, tem uma vitória em casa, ganhou duas vezes fora, mas isso não significa que vai ser um adversário fácil. Cada jogo tem a sua história e nós não podemos olhar para a tabela classificativa e achar que o jogo vai ser fácil. Além disso, o Limianos reforçou-se.”

Motivar os jogadores jogo após jogo: “O nosso compromisso é inabalável. Os jogadores têm de estar motivados. Nós jogamos pelo nome que trazemos na frente e os adversários, independentemente de trocar jogadores ou não, é o emblema do clube que está presente. Portanto, independentemente dos nomes que jogam, joga o Gil Vicente contra outro clube e a imagem que fica é o resultado.”

Se os pontos contassem estaria em posição de discutir o play-off de promoção: “Estaríamos em segundo lugar, a dois pontos do Vizela. Isto diz o campeonato que estamos a fazer numa série difícil.”

Em que é que esta participação no Campeonato de Portugal podem ser útil: “Para nós, é importante para que os jogadores cresçam. Estamos a falar de uma equipa jovem, de jogadores que eram juniores. É um fator de crescimento para os jogadores, de forma a que na próxima época alguns estejam no plantel principal e outros façam parte da equipa sub-23 e continuem o seu processo evolutivo.”

Estar em segundo lugar é motivante: “Nós temos a nossa classificação, mas no domingo passado, o treinador do Pedras Salgadas, deu-me os parabéns pela forma como nós jogamos e disse-me: se valesse pontos, vocês estavam em segundo lugar. Ou seja, ele sabe que nós estaríamos em segundo lugar. Estão atentos. Portanto, temos de ser sérios na forma como trabalhamos. Trabalhamos de forma profissional, como se estivéssemos a lutar para ir ao play-off e para sermos campeões.”