Nandinho: “Fizemos o suficiente para, no mínimo, empatar o jogo”

Análise ao jogo: “Primeira parte completamente dominada por nós. O adversário não criou nada, mas chegou ao golo numa bola parada. A eficácia ditou as leis do jogo. Tivemos boas situações para marcar, uma bola no poste e um golo mal invalidado que nos daria o empate e mais tranquilidade. Na segunda parte entrámos com alterações e mudámos o sistema. A equipa entrou a mandar no jogo, mas tivemos a infelicidade de fazer o golo na própria baliza. Com o 0-2 a equipa ficou mais ansiosa e mais precipitada, ainda assim conseguimos reduzir e depois tentámos até ao fim. Acabámos por não conseguir o empate, que seria um mal menor face àquilo que foi o jogo. A derrota penaliza-nos muito porque não a merecíamos. Fizemos o suficiente para, no mínimo, empatar o jogo.”

Ausências de avançados tem influência?: “Hoje já tivemos o Dimba e tínhamos intenções de lhe dar minutos porque ele está sem ritmo. Tentámos que ele jogasse 45′ para lhe dar minutos para ganhar ritmo, mas é óbvio que o Dimba ainda não está com o ritmo competitivo desejado porque teve uma paragem de um mês e meio. Não foi por aí que perdemos porque tivemos homens na área. Não finalizamos porque estávamos ansiosos e também porque o guarda-redes adversário teve boas intervenções.”