Nuno Santos: “Esta equipa tem uma alma enorme”

Resultado peca por escasso: “Vencemos por números escassos, sim. Tivemos variadíssimas oportunidades, mas o futebol é engraçado porque na semana passada perdemos 4-1 com o Sporting e eu disse que foi um dos melhores jogos que nós fizemos. Portanto, não éramos tão maus contra o Sporting, mas também não somos tão bons contra o Leixões. Fizemos aquilo que nos competia, sabíamos quais as zonas onde tínhamos de fazer pressão, sabíamos quais os pontos mais fortes do Leixões e conseguimos fazer com que as nossas transições dessem resultado e tivemos duas ou três transições ofensivas que os nossos pontas-de-lança falharam, mas de resto eles batalharam muito. A equipa do Leixões é muito combativa, tem jogadores muito altos e nós sabíamos que só com a bola no chão poderíamos fazer estragos. Merecemos inteiramente esta vitória.”

Vitória importante: “A equipa está sempre motivada. Nós temos na nossa mente que o nosso exame final é ao fim-de-semana e se chumbarmos no exame final vamos tristes para casa e não queremos que isso aconteça. Eles dão tudo nos treinos e isto é um prémio para eles, para o China e o Folha que fazem anos hoje, e também para aqueles que estão lesionados. Esta equipa tem uma alma enorme e faz com que as dificuldades se tornem mais fáceis e conseguem fazer coisas espetaculares dentro de campo.”

Terceiro jogo em casa ainda sem perder: “O Adelino é o nosso forte, chamamos o nosso quintalinho, onde as equipas têm imensa dificuldade e onde nós nos sentimos confortáveis. Aqui, com o apoio dos sócios torna-se tudo mais fácil e hoje, sem dúvida, que esse apoiou nos tornou uma equipa mais forte, mais aguerrida e fez com que conseguíssemos a vitória.”

Vencer sempre em casa: “É apanágio da nossa equipa nunca desistir antes dos jogos começarem. Com qualquer equipa do mundo, nós iríamos jogar o jogo pelo jogo, sabendo que podíamos ter menos hipóteses, mas tínhamos na mesma a qualidade da nossa equipa. Vamos dar sempre tudo e depois os momentos do jogo também ditam muita coisa. Vamos trabalhar sempre para depois chegarmos ao fim-de-semana e darmos esta alegria aos sócios.”