Toada ofensiva do segundo tempo não impediu derrota

O Gil Vicente FC não conseguiu levar a melhor diante do Vitória SC, em jogo da 6ª jornada da Liga NOS. Os barcelenses encostaram os vitorianos à defesa no segundo tempo e tiveram múltiplas oportunidades de golo, num total de 21 remates, mas a pontaria e a sorte não estavam alinhadas.

O Vitória foi a primeira equipa a criar perigos, aos sete minutos, por Ricardo Quaresma, mas Denis segurou com tranquilidade. Aos 17′, Miullen tentou o remate à entrada da área, mas o esférico embateu na defesa do Vitória SC e acabou por sair do rectâgulo de jogo.

Pouco depois a equipa visitante abriu o marcador. Bruno Duarte, na área, encostou para golo. Ainda antes do intervalo, Lucas Mineiro esteve perto do golo ao bater um livre rasteiro do lado direito do ataque Gilistas, mas o esférico saiu ao lado.

Já no segundo tempo, logo aos 49′ Ygor Nogueira esteve bem perto do golo, ao cabecear num canto batido do lado direito, mas a defesa vitoriana evitou o golo do defesa brasileiro. Nos dois cantos batidos imediatamente a seguir, Rúben Fernandes e Lucas Mineiro também estiveram perto do golo.

Aos 66′, Samuel Lino fez o golo do empate, após uma boa jogada da equipa Gilistas, Yves Baraye deu para Lino rematar certeiro. Desde então o Gil Vicente FC continuou a criar oportunidades de golo, mas foi mesmo o adversário, aos 89′, que chegou ao tento da vitória por Rochinha.