Pontaria condidionou resultado

Apesar do bom jogo e das oportunidades de golo criadas pela equipa do Gil Vicente FC, foi o SL Benfica que levou a melhor sobre os barcelenses no jogo da jornada 10 da Liga NOS.

A falta de pontaria certeira foi determinante para que os galos não conseguissem derrotar as águias, mesmo tendo feito um jogo de qualidade e tendo mostrado ao adversário que estava em campo para discutir o resultado.

A melhor oportunidade de golo do primeiro tempo pertenceu ao emblema de Barcelos, aos 41′, com Léautey na esquerda do ataque a cruzar para um cabeceamento de Vítor Carvalho. O esférico passou a poucos centímetros do poste da baliza de Odysseas.

A poucos segundos de terminar o primeiro tempo, o defesa central Ygor Nogueira viu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, recebeu ordem de expulsão por parte do árbitro da partida.

No reatamento da partida foi o Gil Vicente FC que entrou melhor no jogo e criou oportunidades flagrantes logo aos cinco minutos. Samuel Lino rematou de longe, mas o guardião benfiquista defendeu. No canto resultante desse mesmo lance, Lourency Rodrigues cruzou com classe para Lucas Mineiro cabecear forte. Valeu Odysseas a impedir o golo Gilista. No lance exatamente a seguir, o médio brasileiro voltou a ser perigoso. Lucas Mineiro, novamente de cabeça, atirou com estrondo à barra da baliza do SL Benfica.

Quem não marca sofre e aos 58′ o SL Benfica acabou por chegar ao tento. Cruzamento na direita e Everton ao segundo poste cabeceou. Acaba por ser o central Rodrigo Prado e introduzir o esférico na baliza. O segundo golo benfiquista chegou pouco depois, aos 64′, novamente por Everton. Antes disso, Samuel Lino isolou-se e rematou para defesa de Odysseas, que defendeu mal, Lourency na recarga falhou o golo.

Aos 89′ Tim Hall, de cabeça, atirou ao lado.