Golo madrugador do Paços intranquilizou equipa Gilista

Um golo do FC Paços de Ferreira à passagem do primeiro quarto de hora do duelo da 16ª jornada da Liga NOS condicionou a prestação do emblema Gilista. Os comandados de Ricardo Soares revelaram intranquilidade após o tento sofrido cedo e os pacenses acabaram por levar de Barcelos os três pontos.

O Gil Vicente FC foi a primeira equipa a rematar à baliza adversária, com Lourency, aos dez minutos, a tentar o remate de fora da área, mas o guardião do FC Paços de Ferreira segurou o esférico sem grande dificuldades. Aos 15′ os pacenses chegaram então ao golo, com João Amaral a fuzilar a baliza de Denis, após um pequeno cruzamento feito por Luther King junto à linha final.

Aos 34′ a equipa da Capital do Móvel acabou por chegar ao 2-0: canto batido na direita do ataque pacense e Luiz Carlos, sozinho ao segundo poste, rematou para aumentar a vantagem.

No segundo tempo os Gilistas melhoraram a forma de estar no jogo e tentaram ir atrás do prejuízo, mas a falta de assertividade ofensiva penalizou a equipa barcelense, que só conseguiu chegar ao golo aos 86′ pelo iraquiano Alaa Abbas.

Antes disso, um cruzamento de Joel na direita quase traía o guardião pacense, mas este sucou para fora (50′). Dois minutos depois, Samuel Lino, em cima da linha de grande área, rodou e chutou para fora, numa das melhores oportunidades de golo para a equipa barcelense.