Garra e consistência na conquista da vitória em Guimarães

O Gil Vicente FC foi ao terreno do Vitória SC vencer por 4-2. Num jogo de muitos golos e imprevisibilidade, os Gilistas entraram fortes no jogo e aos 25′ já venciam por duas bolas a zero. As emoções foram do início ao fim.

As equipas entraram em campo com t-shirts de alerta para o Cancro Infantil, numa iniciativa do Vitória SC à qual o Gil Vicente FC se juntou com muita honra e sensibilidade.

Já dentro das quatro linhas, a primeira oportunidade de golo pertenceu aos barcelenses, com Lourency a cobrar um livre fora da área. No remate, o esférico saiu por cima da baliza vimaranense. Aos 15′ Lucas Mineiro ganhou posição sobre Mumin e seguia isolado para a baliza, mas o jogador da equipa da casa acabou por amarrar o brasileiro do Gil Vicente e viu mesmo o cartão vermelho. Pouco depois, aos 17′, um canto batido do lado direito do ataque Gilista por Lourency terminou num fortíssimo remate de Talocha, mas o esférico saiu por cima da baliza de Silvestre Varela.

Aos 18′ num belo lance de futebol, Fujimoto na direita ultrapassou os adversários, colocou o esférico na pequena área e o avançado Pedro Marques apareceu para encostar. Aos 25´Lourency voltou a marcar a favor do Gil Vicente FC, o brasileiro entrou pela área, e já em queda conseguiu rematar para o golo.

Rochinha, aos 39′, acabou por reduzir a desvantagem no marcador para o Vitória SC. Em cima do apito para o intervalo, Talocha foi travado em falta na área por Ouattara e o árbitro da partida apontou para a marca de grande penalidade. Na cobrança do castigo máximo, Talocha deixou os Gilistas em posição confortável no marcador (3-1).

No segundo tempo a equipa da casa entrou melhor e aos 78′ Rúben Lameiras fez o 2-3, colocando a vantagem mais curta para os barcelenses. Previa-se um jogo de loucos, tal como já estava a ser. No entanto, no minuto seguinte, um canto batido por Pedrinho na direita do ataque Gilista terminou com um belo cabeceamento de Lucas Mineiro, colocando novamente o Gil Vicente FC com vantagem de dois golos.

A perder, o Vitória SC tentou correr atrás do resultado. Aos 81′ a equipa local enviou uma bola ao poste e na recarga Denis foi grande a evitar o golo. O guardião brasileiro acabaria por, pouso depois, cometer uma falta que levou o árbitro da partida a assinalar grande penalidade. No entanto, o brasileiro defendeu o forte pontapé de André André.

Já depois do minuto 90, Baraye, isolado, teve oportunidade para marcar, mas acabou por rematar para defesa de Silvestre Varela. Jogo de loucos em Guimarães, que terminou com a vitória Gilista por 4-2. Uma vitória que dá alento aos barcelenses, fugindo assim da zona de despromoção.