Vitória diante do Belenenses vale novo recorde do clube

O Gil Vicente bateu este sábado mais recorde na I Liga portuguesa. Os Gilistas venceram o Belenenses e ultrapassaram assim a melhor série de sempre do clube, que remontava a 199/94 e era de sete jogos sem perder. Os comandados de Ricardo Soares confirmaram o oitavo jogo sem perder.

Num duelo desbloqueado apenas na segunda parte, a equipa barcelense foi sempre a que mais quis e procurou ganhar o jogo. Mais posse de bola, mais oportunidade de golo e mais futebol. A melhor ocasião de golo para os Gilistas foi aos 30′, quando Samuel Lino tentou o remate cruzado, mas o esférico passou poucos centímetros ao lado do poste esquerdo da baliza do Belenenses. Juan Calero ainda esteve perto de chegar a tempo de encostar. Poucos minutos depois, Pedrinho rematou de longe e obrigou o guardião da equipa de Belém a uma boa defesa. O médio Gilista voltou a ameaçar a baliza adversária aos 38′ na marcação de um livre direto, mas Luiz Felipe voltou a segurar o esférico.

Já na segunda parte o domínio da partida pertenceu totalmente aos barcelenses e os golos acabaram por aparecer. João Talocha aos 55′ tentou o remate do lado esquerdo, mas Luiz Felipe voltou a defender e pouco depois Antoine Léautey rematou ao lado do poste da baliza adversária. O primeiro golo apareceu então aos 68′ quando Juan Calero finalizou da melhor forma uma excelente jogada da equipa Gilista. O avançado estreou-se a marcar na I Liga e com a camisola do emblema barcelense. Dez minutos depois, um cruzamento perfeito de Zé Carlos na direita mereceu um cabeceamento à altura de Élder Santan. O segundo tento confirmava praticamente a merecida vitória dos Gilistas e coroava mais uma boa exibição.

Veja o resumo do jogo: