Empate resgatado no último suspiro

Na tarde deste sábado, o Gil Vicente empatou a duas bolas na receção ao Rio Ave FC, num encontro da 7ª jornada da Liga Bwin.

Os gilistas entraram melhor no encontro e, já depois de Mizuki ter deixado o primeiro aviso, Boselli atirou por cima em ótima posição. No entanto, apesar da supremacia da equipa da casa, foram os vilacondenses a marcar mesmo em cima do intervalo, por intermédio de Guga.

No segundo tempo, o paradigma do encontro manteve-se e os galos voltaram a ser a equipa mais ameaçadora. Aos 62 minutos, Kevin Villodres atirou para uma grande defesa de Jhonatan. No entanto, tal como na primeira metade, o Rio Ave voltou a marcar contra a corrente do jogo, desta feita pelos pés de Aziz.

Ainda assim, os gilistas nunca desistiram de lutar pelos pontos e foram recompensados à entrada dos últimos 10 minutos. Matheus Bueno, com um belo passe em profundidade, isolou Fran Navarro que, com a classe que lhe é reconhecida, picou a bola por cima do guardião visitante.

A equipa de Ivo Vieira e, já nos últimos suspiros, o Estádio Cidade de Barcelos explodiu. Oito meses depois, o regressado Murilo saltou do banco e estoirou a bola para o fundo das redes. Um remate pleno de raiva e emoção, que colocou justiça no placar.

Por conta da paragem para as seleções, haverá pausa na Liga Bwin. O Gil Vicente volta a jogar apenas no dia 30, sexta-feira, no Estádio José de Alvalade, frente ao Sporting CP.