Carrinho de compras

Nenhum produto no carrinho.

Gilistas lutam até ao fim na receção ao SL Benfica

Na noite deste sábado, 11972 espetadores encheram o Estádio Cidade de Barcelos na receção ao SL Benfica. O Gil Vicente FC bateu-se de igual para igual até ao último sufoco, mas os lisboetas venceram por 2-3.

Na primeira metade, não obstante o domínio que teve da posse da bola, a equipa de Roger Schmidt não somou muitas oportunidades de golo, tendo marcado praticamente na única de que dispôs. Ao minuto 17, Di María adiantou as águias da marca dos 11 metros.

Os gilistas ameaçaram seriamente o empate no último lance dos primeiros 45 minutos. Pedro Tiba cobrou rapidamente um pontapé livre e Rúben Fernandes obrigou Samuel Soares a defesa apertada. Contudo, a abrir a etapa complementar foram os encarnados que voltaram a agitar as redes por intermédio de Rafa Silva.

Ainda assim, os galos tiveram um espírito indomável ao longo de todo o encontro e ao minuto 74 Tidjany Touré reduziu a desvantagem com um remate de pé esquerdo à entrada da área. Tal como já havia acontecido frente ao Portimonense SC, o extremo foi lançado por Vítor Campelos e precisou de breves instantes para fazer o gosto ao pé.

A partir deste momento, o Gil Vicente foi capaz de empurrar o Benfica para o seu último terço e à entrada do período de descontos Depú só não fez o empate porque Samuel Soares fechou a baliza com uma mancha. Na outro baliza e com alguma sorte à mistura, os visitante foram mais eficazes. Musa contou ainda com um desvio em Rúben Fernandes e fez o 1-3 ao minuto 95.

No entanto, o jogo só termina quando o árbitro apita e até lá os gilistas lutaram até à última gota de suor. Neste seguimento, ao minuto 98, Maxime Dominguez estreou-se a marcar com uma cobrança exímia de um pontapé livre direto que fizou o resultado final em 2-3.

Patrocinador Principal

Município de Barcelos

TECHNICAL SPONSOR​

Lacatoni

OFFICIAL SPONSOR

Crédito Agrícola
H.M Motor
Água Monchique
Eacetech
Luxsteel
Luxsteel
WhatsApp