Nandinho: “Resultado bastante penalizador”

Sobre o jogo: “Fomos penalizados pela falta de agressividade nas bolas paradas. O jogo foi definido nesses lances. O adversário teve dois lances de bola parada na primeira parte e foi eficaz, enquanto nós, mesmo com o domínio e a criar situações, não conseguimos ser eficazes o resultado acabou por ditar a vitória do Trofense. No jogo jogado fomos superiores, pelo menos até ao terceiro golo, porque depois caímos um pouco e ficámos afetados. Estávamos à procura de marcar para tentar, pelo menos, o empate e acabámos por sofrer o terceiro golo. Aí ficou mais difícil e depois o Trofense geriu melhor as emoções. Ainda assim, continuámos, lutámos, fizemos um golo e podíamos ter feito outro. O resultado é bastante penalizador para aquilo que foi o jogo jogado.”

Dois golos sofridos cedo: “Os dois golos deram conforto ao Trofense, mas nós nunca baixámos os braços. Tivemos oportunidades, mas tem-nos faltado alguma sorte, sobretudo fora de casa. Temos de levantar a cabeça, pensar no próximo jogo e tentar melhorar no capítulo das bolas paradas, temos de ser mais agressivos.”

Faltou discernimento para chegar ao golo: “Começámos a arriscar, metemos muitos jogadores na frente e sabíamos que isso nos is custar nas transições e sabíamos que podíamos ser surpreendidos, mas tínhamos de correr esse risco. Estávamos a perder e queríamos tentar encurtar distâncias. Não conseguimos, fizemos um golo no final e aí já era tarde demais. Acabámos por ser penalizados por aquilo que não conseguimos fazer nas bolas paradas.”